gmailanuncio

Sim, o Google lê os seus e-mails

GALILEU/ Tatiana de Mello Dias

ocê já leu os termos de uso do Google hoje? Ok, eu sei que não. Mas talvez hoje seja um bom dia para você fazer isso. É que houve algumas mudanças por lá – e você pode se surpreender com o que autorizou a empresa a fazer quando aceitou usar os serviços.

Os novos termos de serviço do Google, válidos desde 14 de abril, dizem o seguinte:

“Nossos sistemas automatizados analisam o seu conteúdo (inclusive e-mails) para fornecer produtos com recursos pessoalmente relevantes, tais como resultados de buscas customizados, publicidade personalizada e detecção de spam e malware. Essa análise acontece quando o conteúdo é enviado, recebido e quando é armazenado.”

“O que? O Google agora acessa o conteúdo dos meus e-mais?!”, você pode se perguntar. Sim, mas isso não é de agora. O Gmail sempre exibiu publicidade personalizada. Faça o teste: se você começar a escrever um e-mail sobre viagens, provavelmente aparecerão anúncios de agências, pacotes e passagens promocionais. Isso não é coincidência:

gmailanuncio

O que mudou é que isso agora é explícito nos termos de uso. A questão, porém, está no que não foi dito: ao usar o Gmail, você dá ao Google o direito de bisbilhotar em seus e-mails não só para os fins exemplificados nos termos de uso. “Resultados de buscas customizados, publicidade personalizada e detecção de spam e malware” são só exemplos do que pode ser feito com as suas informações.

Não concorda? A única saída é deixar de usar o serviço. Quer ler os novos termos de uso? Eles estão disponíveis aqui, em inglês.

E, se você quer entender melhor sobre o que você realmente aceita quando clica em “ok, li e concordo com os termos de uso”, recomendo o recente documentário Terms And Conditions May Apply (2013).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>